Wiki Ghibli
Advertisement

Hayao Miyazaki (宮崎 駿, Miyazaki Hayao) (Tóquio, Japão, 5 de janeiro de 1941) é um diretor, escritor, animador e produtor de longas-metragens em anime. Ele é co-fundador do Studio Ghibli, junto com Isao Takahata e Toshio Suzuki. Ele era quase desconhecido no ocidende até o lançamento de Princesa Mononoke em 1997. Seu filme, A Viagem de Chihiro, foi o primeiro anime a ganhar um Prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (Oscar). O Castelo Animado e Vidas ao Vento também foram indicados aos prêmios Oscar (em anos separados) mas não venceram.

Os filmes de Miyazaki geralmente apresentam temas comuns entre eles, incluindo a luta típica entre o bem e o mal, ambientalismo e política. Os protagonistas são geralmente garotas ou mulheres jovens fortes e independentes e os vilões são tipicamente incertos por natureza, com qualidades redentoras.

Ele anunciou sua aposentadoria logo após o lançamento de Vidas ao Vento. Ele saiu da aposentadoria para trabalhar em Kimitachi wa Dō Ikiru ka.

Biografia

Infância e estudos

Hayao nasceu em 5 de janeiro de 1941 em Tóquio. Ele é o segundo de quatro filhos.[1] Durante a Segunda Guerra Mundial, o pai de Miyazaki, Katsuji, comandou a Miyazaki Kōkūki Seisakusho, uma fábrica que produzia peças para caças, pertencia ao tio de Hayao. Esse convívio com aeronaves fez Miyazaki se interessar pela aviação, o que é refletido em seus filmes. A mãe de Miyazaki tinha um forte espírito livre e encorajava os seus filhos a questionar as normas sociais. A vida do jovem Miyazaki foi marcada por mudanças frequentes na escola, devido à tuberculose que sua mãe sofreu na coluna vertebral (entre 1947 e 1955). Para garantir o melhor atendimento médico possível, a família muitas vezes mudava de residência.[1][2]

Quando era criança, ele se descrevia como fraco e com pouca aptidão em exercícios. Como tantas crianças no Japão pós-guerra, Miyazaki queria se tornar um mangaká. Ele era um ávido leitor e um grande fã dos trabalhos de Osamu Tezuka e Shigeru Sugiura. Ele também adorou os livros de Tetsuji Fukushima, particularmente Sabaku no Mao. Seu interesse por animação surgiu após ele assistir A Lenda da Serpente Branca enquanto frequentava a Escola Secundária de Toyotama. Para virar um mangaká, ele precisava saber desenhar corpos humanos, mas suas habilidades de desenho eram limitadas a aeronaves, tanques e navios de guerra. O desenvolvimento artístico de Miyazaki foi moldado por Osamu Tezuka, que era celebridade muito aclamada na época, e pintores expressionistas como Paul Cézanne.

Após terminar o ensino médio, Miyazaki estudou ciência política e economia na Universidade de Gakushuin por quatro anos. Durante seus estudos, Miyazaki tornou-se membro de um clube universitário de literatura infantil. Lá ele também conheceu mais da literatura ocidental e quadrinhos. Um dos autores que mais chamava a sua atenção era Antoine de Saint-Exupéry (autor de O Pequeno Príncipe).[3][4][5][2].

Início da carreira

Após de se formar, ele passou a trabalhar como animador do anime Ōkami Shōnen Ken na Toei Animation em abril de 1963. Em outubro de 1965 ele se casou com a ilustradora Akemi, com quem, mais tarde, teve seus filhos Gorō Miyazaki e Keisuke Miyazaki. Na Toei, Miyazaki conheceu seu futuro parceiro de negócios, Isao Takahata.

Animação/Temas

Bem e Mal

A maioria dos filmes do Miyazaki apresenta algum tipo de luta entre o bem e o mal. Por exemplo, no O Castelo de Cagliostro, Lupin III luta para salvar o Grão-Ducado Europeu de Gagliostro depois de ter sido invadido pelo Conde Cagliostro que prende Clarisse de Cagliostro. Em Nausicaä do Vale do Vento, Nausicaä luta para salvar o Vale do Vento depois da invasão dos tolmekianos. Além disso, em O Castelo no Céu, Pazu deve salvar Sheeta depois que ela foi capturada por Muska .

Meio-Ambiente

Vários filmes do Miyazaki abordam a preocupação do homem pela natureza. Como em Nausicaä do Vale do Vento , Nausicaä passa uma parte do filme fazendo pesquisas para encontrar uma cura para a toxina que assola suas terras. E em Princesa Mononoke, San, sendo criada por lobos, sente um forte rancor com os homens por destruir suas florestas.

Anti-guerra

A oposição à guerra é um tema em destaque em Nausicaä do Vale do Vento e Princesa Mononoke. Nos dois filmes, os personagens principais estão tentando parar todas as guerras. Nausicaä quer impedir os animais de lutar, bem como a principal batalha contra os pejitanos e os Ohmu. Em Princesa Mononoke , Ashitaka tenta acabar com o conflito entre a Cidade do Ferro e a floresta.

Vôo

O vôo é um tema recorrente em muitos dos filmes de Miyazaki, de uma forma ou de outra. Em Nausicaä do Vale do Vento , Nausicaä usa um planador para transitar entre os lugarem. Também existem aeronaves em O Castelo no Céu e Porco Rosso. Porco Rosso é um piloto de entrega aérea. Em O Serviço de Entregas da Kiki, Kiki voa regularmente em uma vassoura e um dirigível, bem como um avião caseiro, estão presentes no filme. Em A Viagem de Chihiro, Haku pode se transformar em um dragão para voar. Em Meu Vizinho Totoro, Totoro voa em um pião. E então, em O Castelo Animado, Howl pode se transformar em um pássaro e voar.

Dispositivos visuais

O uso de dispositivos visuais é comum em todos os filmes de Miyazaki. É comum o uso do "movimento gratuito", umm momento em que a ação da história será colocada em segundo plano momentaneamente ao filme. Por exemplo, mostrar gotas de chuva batendo em uma pedra e escurecendo-a tem sido usada em vários de seus filmes.

Política

O interesse inicial de Miyazaki pelo marxismo é aparente em alguns de seus filmes, como Porco Rosso. Em O Castelo no Céu, a classe trabalhadora é retratada de forma idealizada.

Influências

Miyazaki citou vários artistas japoneses como suas influências, incluindo Sanpei Shirato, Osamu Tezuka e Soji Yamakawa. Vários autores ocidentais também influenciaram seus trabalhos, incluindo Frédéric Back, Lewis Carroll, Roald Dahl, Jean Giraud, Paul Grimault, Ursula K. Le Guin e Yuriy Norshteyn, além do estúdio de animação Aardman Animations.

Filmografia

Predefinição:ASE

Referências

Artigo traduzido da wiki em alemão e em inglês

  1. 1,0 1,1 ODELL , Colin; LE BLANC, Michelle. Studio Ghibli: The Films of Hayao Miyazaki & Isao Takahata: The Films of Hayao Miyazaki and Isao Takahata. Reino Unido: Kamera Books, 2009. 157 p. ISBN 978-1842432792.
  2. 2,0 2,1 MCCARTHY, Hellen. Hayao Miyazaki: Master of Japanese Animation: Films, Themes, Artistry. Califórnia: Stone Bridge Press, 1999. 240 p. ISBN 978-1880656419.
  3. PRINCESS Mononoke: The Art and Making of Japan's Most Popular Film of All Time. 1. ed. Nova York: Miramax Books, 1999. 240 p. ISBN 978-0786866090.
  4. FELDMAN, Steven. Hayao Miyazaki Biography. 3. ed. rev. [S. l.: s. n.], 1994. Disponível em: http://www.nausicaa.net/miyazaki/miyazaki/miyazaki_biography.txt. Acesso em: 16 fev. 2021.
  5. MCCARTHY, Hellen. Hayao Miyazaki: Master of Japanese Animation: Films, Themes, Artistry. Califórnia: Stone Bridge Press, 1999. p. 1-9. ISBN 978-1880656419.
Advertisement